quarta-feira, 12 de maio de 2010

conversa no banco

Era uma tarde fria, o sol espiava tímido através de nuvens densas e negras. A chuva já tinha cessado, mas as ruas continuavam desertas.
Flores encharcadas pelos pingos daquela tarde pareciam chorar. Mas eram silenciosas.
Andrew as colhia delicadamente e as pousava sobre o colo de Lauren.
-Essas flores estão molhadas e murchas, Andrew. Veja só, as pétalas estão caindo.
-Sim, mas mesmo assim são belas.
-Não entendo como flores mortas podem ser belas.
-Lauren, meu bem, as pétalas nada dizem sobre a beleza de uma flor.

Um comentário:

deh ramos disse...

que lindoo!! *pausa para me recompor*
sabe que hoje o dia aqui foi assim? exatamente assim.. esse sol tímido, essas nuvens, essas ruas. rs.
quem sabe um diálogo assim também n tenha acontecido por aqui? ^^

bjooos, Rá ;*